Fragilidade da economia brasileira estimulou o aumento da demanda por crédito consignado, diz pesquisa

O cenário econômico brasileiro tem mostrado sinais de que um longo caminho ainda precisa ser percorrido para voltar aos patamares do pré-pandemia. O que se observa no momento é o aumento do desemprego e a aceleração da inflação, fato que tem aumentado a procura por empréstimos.
 
Para se ter uma ideia, em busca de amenizar os seus problemas de finanças, cerca de 4 em cada 10 pessoas (41,4%) já pediram empréstimo consignado. Os dados são do levantamento da Ahfin, fintech RH especializada em saúde financeira, que coletou dados de 1.430 usuários no aplicativo da empresa entre outubro de 2020 e julho de 2021.
 
Outro dado importante: 11,1% não pediram empréstimo consignado, porém, não descartam a possibilidade, dependendo da taxa de juros praticada. outros 42,1% não solicitaram e outros 5,4% preferiram não responder. “Os dados apenas evidenciam uma realidade comum no ambiente de trabalho, com os colaboradores passando por dificuldades financeiras e recorrendo às próprias empresas para saírem da crise”, afirma Jordan Ruan, diretor de sucesso do cliente da Ahfin.
 
Saiba mais